Azeite  >  Pela qualidade  >  Análise Organoléptica

Análise Organoléptica

Análise Organoléptica

O Azeite é o único produto com prova organoléptica obrigatória. As suas características organolépticas são definidas através de um painel de provadores especializados para o efeito.

Estas são sensações detectáveis pelos sentidos, fundamentalmente relacionadas com o cheiro e sabor, podendo ser agradáveis sendo, então, denominadas de atributos. Os atributos mais comuns num azeite são o frutado, o amargo, o picante, a maçã ou a amêndoa e são conferidos pela variedade e pelo estado de maturação da azeitona.

No entanto, e caso o estado da azeitona não seja o melhor ou o processamento do azeite e sua armazenagem não sejam os mais correctos podemos ter sensações desagradáveis denominadas de defeitos. Os mais comuns são a tulha o ranço e mofo.

Uma vez que a cor de um Azeite não caracteriza a sua qualidade, os provadores profissionais utilizam copos de vidro de cor azul, para não se deixarem influenciar pela sua tonalidade.

O azeite é aquecido a uma temperatura de, aproximadamente, 28º C de modo a que os componentes voláteis que conferem o cheiro e o sabor ao azeite se libertem mais facilmente.

Mas a prova de azeites não é só para profissionais... em casa poderá também realizar uma prova de azeites seguindo estes passos:

- Verta cerca de 15ml de azeite para um copo;
- Tape de imediato o copo com a mão;
- Ponha a outra mão na base do copo, para aquecer um pouco o azeite;
- Mova ligeiramente o azeite no interior do copo;
- Destape e inspire suave e lentamente;
- Volte a tapar o copo de prova e esperar um pouco;
- Engula uma pequena porção de azeite – deixe percorrer toda a cavidade bucal e descer até à garganta;
- Durante a prova e com o azeite na boca, é importante inspirar algum ar;
- Entre provas sugerimos que beba água e coma uma pequena porção de maçã, não sendo aconselhável que prove mais de 3 azeites sucessivamente;
- Agora partilhe a experiência com os familiares e amigos.